Pessoas interessantes: Asnat Barazani, Sydney Newman e Isaac Bashevis Singer.

Asnat Barazani Asnat (1590-1670) era filha de um famoso Rabino chamado Shmuel b. Netanel Ha-Levi do Curdistão. O Rabino Shmuel Ha-Levi construiu uma yeshiva em Mosul, onde ele esperava treinar jovens rapazes que viriam a se tornar líderes e estudiosos da comunidade. Contudo, o rabino não tinha filhos homens, então ele decidiu treinar a sua… Continue lendo Pessoas interessantes: Asnat Barazani, Sydney Newman e Isaac Bashevis Singer.

[LIVRO] “O Golem”, escrito por Isaac Bashevis Singer.

Quem é Isaac Bashevis Singer? Isaac nasceu no seio de uma família Judaica religiosa que vivia no pobre e superpopuloso bairro de Varsóvia, na Polônia. Seu pai era um Rabino hassidico e sua mãe era descendente de uma longa linhagem de Rabinos Mitnagdic. Em 1921, Singer começou a estudar no Seminário Rabínico de Varsóvia. Ele… Continue lendo [LIVRO] “O Golem”, escrito por Isaac Bashevis Singer.

[LIVRO] “Identidades Judaicas no Brasil Contemporâneo”, organizado por Bila Sorj.

  O livro "Identidades Judaicas no Brasil Contemporâneo", organizado por Bila Sorj, reúne seis artigos sobre a identidade Judaica brasileira que abordam diferentes assuntos vinculados à comunidade Judaica do Brasil. Apesar de estar inserida nesta comunidade, eu confesso que tenho mais familiaridade nas produções culturais e com os dilemas da comunidade Judaica dos EUA, por… Continue lendo [LIVRO] “Identidades Judaicas no Brasil Contemporâneo”, organizado por Bila Sorj.

[TRADUÇÃO] Como é ser um moderno solitário homem de fé?

Segue, abaixo, a tradução de um artigo originalmente publicado pela revista Americana, The Jewish Daily Forward, pelo Rabino Dr. Shmuly Yanklowitz. O título do artigo original era "What It’s Like To Be A Modern Lonely Man Of Faith".    Quem é o Rabino Dr. Shumly Yanklowitz?   O Rabino Dr. Shumly Yanklowitz foi estudante da… Continue lendo [TRADUÇÃO] Como é ser um moderno solitário homem de fé?

Toulouse-Lautrec: entre os bordéis, o tédio e as convenções.

Durante a minha recente viagem à São Paulo, eu fiz o meu tradicional passeio no Museu de Artes de São Paulo. Encontrei uma exposição denominada "Toulouse-Lautrec, Em Vermelho [IN RED]". Eu fiquei fascinada com os cartazes desse pintor, seus interesses nada convencionais e o modo como ele olhava para as mulheres do seu mundo. Além… Continue lendo Toulouse-Lautrec: entre os bordéis, o tédio e as convenções.

Pessoas interessantes: Thomas Mann, Arthur Schnitzler e Ernst B. Hass.

Thomas Mann Thomas Mann (1875-1955)foi um dos melhores escritores Alemães do século XX. Ele viveu o início da sua vida criativa em Munique e foi influenciado pelos filósofos Schopenhauer e Nietzsche, pelo gênio Goethe, bem como pelo compositor Alemão Wagner. Ele foi o autor de várias obras incríveis, entre elas temos: "Buddenbrooks", "Morte em Veneza",… Continue lendo Pessoas interessantes: Thomas Mann, Arthur Schnitzler e Ernst B. Hass.

[CITAÇÃO] Knausgård sobre a burrice humana e a tecnologia.

"Mas a tecnologia que temos hoje fez com que a burrice humana, que antes era privada e vista apenas por uma, duas ou talvez vinte pessoas que por acaso presenciassem a cena, e a mediocridade humana, que antes também estava ligada a um determinado lugar e a um determinado momento, se revestisse de um caráter… Continue lendo [CITAÇÃO] Knausgård sobre a burrice humana e a tecnologia.

Pessoas Interessantes: Henritta Szold, Micha Bin Gorion e Kafka.

Henrietta Szold Sionista. Líder. Religiosa. Professora. Estudiosa. Mulher. Escritora. Tradutora. Filha de um rabino Ortodoxo. Fundadora da Hadassah - Women Zionist Organization of America (conhecida no exterior como WIZO). Estudou no JTS nos anos de 1920 (com a condição de que ela não aceitasse receber uma simkha de Rabino ao final do curso). Duas experiências… Continue lendo Pessoas Interessantes: Henritta Szold, Micha Bin Gorion e Kafka.

Biblioteca Ets Haim: um tesouro que sobreviveu tanto à Inquisição quanto aos Nazistas.

A BIBLIOTECA A biblioteca Ets Haim/Livraria Montezinos é a mais antiga livraria Judaica em funcionamento. Ela foi fundada em 1639 e faz parte do complexo histórico da comunidade Judaica Portuguesa de Amsterdã desde 1675. Em 1889, a biblioteca privada do então bibliotecário David Montezinos foi doada à Ets Haim e a biblioteca passou a ser… Continue lendo Biblioteca Ets Haim: um tesouro que sobreviveu tanto à Inquisição quanto aos Nazistas.