[LIVRO] “The Rabbi’s Daughter”, escrito por Reva Mann.

Quem é a Reva Mann?

 

ST_26_06_07-001566
Reva Mann – Fonte: <https://twitter.com/rabbisdaughter&gt;.

 

Reva Mann é uma Judia inglesa que lançou o seu livro em 2008 e causou um grande choque na comunidade Judaica Ortodoxa anglo-saxã. Como ela explica no seu livro, “The Rabbi’s Daughter”, ela sempre teve a marca da rebeldia. Uma rebeldia que a levou à excessos tanto na vida secular quanto na religiosa, ou seja, ela experimentou ao extremo tanto o profano quanto o sagrado. Não é à toa que seu livro causou polêmica. Os relatos de Reva sobre a sua experiência de altos e baixos na comunidade Judaica são extremamente emocionantes e fortes. Os pais dela já não estavam vivos quando ela escreveu o livro. Hoje ela vive em Jerusalém, com os seus filhos e continua a escrever uma coluna para o The Jewish News (maior site de conteúdo Judaico da Grã-Bretanha).

“Eu não digo que leis e rituais são arcaicos ou um mero rascunho, eu dou o significado deles [no livro]. Muito foi difícil para mim, mas eles funcionam para outras pessoas”, disse Reva em uma entrevista para o The Telegraph. Nessa mesma entrevista, Reva afirma que, hoje, ela possui um equilíbrio entre amar a Torah e seguir algumas mitzvot (mandamentos), ao mesmo tempo que ignora os outros, contudo ela admite que ainda tende a ir para extremos.

Com Reva Mann admite, tanto em entrevistas quanto no seu livro, essa vida de excessos que ela levou foi uma fuga de problemas pessoais que ela teve no decorrer de sua juventude: ela tinha que lidar com a pressão de parecer muito religiosa perante a comunidade na qual o pai dela era rabino, uma mão que administrava em excesso sua vida e uma irmã deficiente. Outro detalhe interessante é que, ao mesmo tempo que ela revela tanto sobre a sua vida, ela o faz em um livro no qual utiliza um pseudônimo, “A filha do Rabino”. Segundo Reva, ela utilizou esse pseudônimo porque, na tradição Judaica, as palavras têm muito significado, muito poder, então ela decidiu, em respeito à família e ao mundo da família dela, não usar o sobrenome dela no livro.

 

Sobre o livro.

 

“The Rabbi’s Daughter, a true story of sex, drugs and orthodoxy”, escrito por Reva Mann, contém o depoimento de uma jovem mulher que fez uma fascinante e radical caminhada religiosa no Judaísmo.

Ela é filha de um rabino inglês que, como é sugerido no texto, criou sua família dentro do universo da comunidade Judaica Ortodoxa da Inglaterra. Contudo, a jovem em questão se viu atraída pelo mundo ultra-ortodoxo (a minha edição desse livro está em inglês, porque eu comprei na minha viagem de volta ao Brasil, ainda no aeroporto Ben Gurion).

“Even though I am on a similar quest, I am different from her and these other girls from secular families, who, traveling in the Middle East, found themselves at the Western Wall face to face with a yeshiva student offering them a free Shabbat meal or a lecture on ‘Proofs of God’, who got turned on to the buzz of love and esoteric teaching and ended up studying there. I am the daughter of an Orthodox rabbi, the granddaughter of a rabbi who was Chief Rabbi of Israel. This religious world is familiar to me (…). I have always thought that my father’s approach of straddling both the secular and religious worlds and integrating contemporary concepts with ancient customs was the Jewish way… how even though he [my father] was a Torah scholar and son of a great rabbi, he didn’t shun the world at large. He wasn’t threatened by the theatre and the cinema or by the ways of the gentiles. Science and medicine fascinated him. He read philosophy and psychology and used ideas from these intellectual forays to pepper his sermons. His love of Torah was strong and nothing could influence him away from his daily prayers or performances of the commandments, but ladylike manners and proper articulation were also important to him and he enjoyed hearing me recite poetry in the Queen’s English I learned in elocution lessons (Reva Mann, 2008)”.

Eu me interessei por esse livro porque sou fascinada por pessoas que se aventuraram por caminhadas intelectuais e espirituais avassaladoras. Mann foi uma dessas pessoas. Hoje, eu me identifico muito com o pai dela, excerto na tolerância que ele teve quando a filha decidiu construir uma vida na comunidade ultra-ortodoxa de Israel. A mudança nos padrões de observância e as mudanças ideológicas descritos pela autora são fascinantes e jogam uma luz sobre o mundo daqueles que decidem tornar-se Judeus observantes em comunidades ultra-ortodoxas.

“Listening to myself, I know that I have gone to an extreme, cutting myself off from life outside the yeshiva, so unlike my father’s way of integrating secular life into his religious world”, ela descreve. Apesar de eu nunca ter conseguido mergulhar tanto no mundo religioso ao ponto de me desligar do mundo secular – algo que foi possível devido a minha forte educação secular e a convivência com os meus pais -, eu confesso que tenho tanto um fascínio preocupação com àqueles que seguem um caminho tão extremo quanto da autora. Afinal, como o próprio livro deixa claro, este é um caminho tortuoso, marcado por beleza e sofrimento, bem como por intolerância e conformidade, ou seja, é um caminho especialmente difícil para àqueles que, como eu, florescem na liberdade intelectual e na mistura entre o mundo secular e o religioso.

O livro escrito por Reva Mann é emocionante e deve ser lido por todos os que desejam entender aqueles Judeus que se jogam numa busca espiritual no contexto da comunidade Judaica ortodoxa. Apesar de ser um livro escrito pela filha de um rabino e de ser uma biografia, o livro “The Rabbi’s Daughter” lida com temas tais como: problemas adolescentes, busca espiritual, busca por um local ao qual pertencer, relações familiares complicadas e autodescoberta, que são universais e inspiradores.

 

20171226_010035.jpg
Foto da capa do livro – Fonte: Roteirista na Yeshiva

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s