Sobre do blog

Este é blog é escrito por Nina Avigayil Lobato.

Eu gosto muito de viajar, ler e escrever. Eu já conheci 11 países, dentre eles Estados Unidos e Israel. O nome “Roteirista na Yeshiva” surgiu quando eu estava no Beit Midrash, no Upper West Side (Manhattan, NY). Este é um nome que sugere  o encontro entre o cultural Judaism, o Judaísmo secular, que marca o mundo de escritores Judeus como Philip Roth, Chaim Grande, e comediantes como Jerry Seinfeld, com as mentes da comunidade Ortodoxa, em especial, com os Judeus sefarditas e a comunidade modern orthodoxy ashkenazi. Não, eu não escrevo roteiros. Em Israel, eu tive a honra de estudar no Instituto Jeanie Schotenstein de Estudos Avançados de Torah para mulheres (midrasha Nishmat), em Jerusalém – Israel. Esta última é uma instituição ligada às comunidades Dati Leumi e Modern Orthodox.

Tanto a minha experiência na comunidade Judaica Americana quanto na comunidade Judaica israelense me marcaram profundamente. Acredito que até hoje me sinto dividida entre essas duas grandes propostas de identidade Judaica: a diáspora e Israel.

Eu sou graduada em Relações Internacionais (com foco em Segurança Internacional) pela Universidade da Amazônia e, atualmente, faço MBA em Relações Internacionais na FGV. Eu escrevo como blogger para o Times of Israel e aqui no Roteirista na Yeshiva. Você pode clicar em “publicações externas” para ver textos que eu publiquei em outros veículos de comunicação. O Roteirista na Yeshiva possui Facebook e Instagram Oficial (links na página do blog).

Sobre o Roteirista na Yeshiva.

O Roteirista na Yeshiva é um blog – com um nome irreverente – que busca trazer, aos seus leitores, conteúdo de qualidade sobre política internacional (Segurança Internacional / Realpolitik) e cultura Judaica. Aqui é a esquina onde a literatura Ocidental se encontra com a literatura Judaica, onde o Bin Gorion se encontra com o Rabino Samson Hirsch, e onde um escritor Judeu secular – que mora no Upper West Side – se encontra com um Rabino Ortodoxo para discutir como um astronauta Judeu poderia cumprir Shabbat durante a viagem à Marte.

O que você vai encontrar aqui?

Conteúdo de segurança internacional e geopolítica (com influência da escola Realista ou Realpolitik de Relações Internacionais) e dicas de palestras/livros/artigos sobre os debates mais interessantes do Judaísmo contemporâneo.

O que você não vai encontrar aqui?

Informações sobre o processo de conversão ao Judaísmo, informações sobre Bnei Anussim ou Bnei Noach, vídeo-aulas, textos sobre a parashat hashavua, conteúdo inteiramente em português, ultra-orthodox stuff e conteúdo na forma de vlog.

Muita gente tem um enorme interesse sobre o tema conversão ao Judaísmo. Eu acredito que este é um processo extremamente difícil e demorado. Eu não encorajo ninguém a escolher esse caminho. Se você quiser saber mais sobre o tema, aconselho você a procurar um rabino (Reformista, Conservador ou Ortodoxo) da comunidade Judaica Oficial local e fazer as suas perguntas à ele. Informações sobre conversão ao Judaísmo podem aparecer aqui quando este tema estiver relacionado à Relações Internacionais.

Este é um blog que segue os padrões do Movimento Ortodoxo (aqui no Brasil, normalmente, se referem como “linha Ortodoxa”, mas, no inglês, se referem como “Movimento Ortodoxo” e eu utilizo o termo em tradução direta do inglês)?

O presente blog não segue os padrões do movimento Reformista, Conservador ou Ortodoxo. Eu não gosto de me prender à termos que surgiram na comunidade nos últimos 300 anos, bem como me esforço para apreciar o pluralismo intelectual e de modos de vida que existem na comunidade Judaica mundial, mesmo que, em alguns momentos, dentro desse pluralismo existam elementos com quais eu não concorde. É provável que o Roteirista na Yeshiva não represente toda a diversidade que existe dentro da comunidade Judaica mundial.

Tendo dito isso, alerto para dois fatos: é possível que este blog reflita o meu interesse por pensadores (Rabinos ou scholars) racionalistas das comunidades Judaicas ashekazim e sefarditas, bem como as minhas experiências no mundo Judaico de fora do Brasil; neste último, a comunidade Judaica Ortodoxa é extremamente diversa em termos políticos e de debates sobre Halacha – ou seja, eu considero como Judeus Ortodoxos não apenas o universo ultra-ortodoxo hassidico e não-hassidico. Isso se reflete neste blog quando eu sugiro livros, palestras e artigos.